23 ideias para encontrar novas inspirações e ser mais criativo

Escrever uma boa introdução para um texto sobre criatividade e inspiração é uma tarefa meio sacana. Uma pegadinha. Você quer ser inteligente, original, ousado e super imprevisível. Você quer pegar a atenção do leitor igual a cola quente pega o nosso dedo quando estamos desatentos colando alguma coisa que quebrou: de um jeito surpreende e irremediável.

Aí você começa a pensar.

O que eu posso dizer – de tão criativo, autêntico e maravilhoso – sobre a criatividade? O que é que eu posso mencionar que nunca tenha sido mencionado antes? Algum ângulo, alguma anedota, alguma sutileza que as pessoas geralmente deixam passar?

De que jeito eu posso impressionar o leitor desse texto?

Todo esse diálogo interior acontece em alguns minutos, é claro. Enquanto a tela branca fica te encarando de volta e o cursor do programa de texto fica piscando acusadoramente para você. À princípio, você se deixa levar por toda essa loucura e embarca nesse redemoinho mental com gosto.

Afinal de contas, um texto sobre criatividade precisa ser inovador.

Do contrário, já era.

Mas em algum momento, no meio de todo esse branco criativo, você intui que tem alguma coisa errada nesse raciocínio. Será que é assim que a criatividade funciona? Será que eu preciso ser o mestre da escrita e tirar do fundo da cartola meia dúzia de coisas que nunca foram ditas antes para realmente inspirar alguém?

Ainda bem que, apesar da nossa inteligência, nós também conseguimos ser intuitivos e razoáveis às vezes. Ainda bem que uma frestinha de luz aparece no meio da escuridão do nosso raciocínio lógico super avançado e deixa entrar a brisa fresquinha da verdadeira criatividade. É uma delícia quando isso acontece.

E é isso o que eu quero fazer por você hoje.

Eu quero te mostrar que a gente não precisa ser um artista tradicional para ser criativo. Você não precisa, necessariamente, dançar, pintar, esculpir, cantar, escrever ou bordar para ter uma boa dose de inspiração e inovação na sua rotina semanal. 

Como diz a Elizabeth Gilbert (uma escritora porreta demais e a minha musa máxima dos dias de hoje) no seu livro Grande Magia: qualquer pessoa que cria alguma coisa é uma pessoa criativa. Conduzir a sua própria vida já te faz ser artista, não tem jeito.

Afinal de contas, pensa só: tomar decisões, escolher caminhos e moldar a sua vida de um jeito que te agrade é um puta trabalho. É uma criação de verdade, literalmente falando. Você está sempre corrigindo rotas, medindo os seus sentimentos e as suas vontades e tentando criar no mundo coisas que realmente te façam se sentir bem.

Se isso não é criatividade eu não sei mais o que é.

E a cereja desse sorvete é a seguinte: o seu dia-a-dia já está cheio de oportunidades para você explorar o seu lado inusitado e criativo. As coisas mais simples e mais mundanas são as que guardam o maior poder de trazer a gente para o lado espontâneo da vida, acredite.

A magia está sempre nos detalhes.

E para levar essa discussão para o mundo real e colocar de vez os nossos dois pés bem firme no chão, a lista aí de baixo menciona e explica vinte e três formas de você manter o seu contato & a sua amizade com a inspiração de um jeito prático e simples.

Todas essas iniciativas já me ajudaram, em maior ou menor grau, a manter a mente aberta e a renovar as minhas energias. Algumas dessas sugestões podem parecer estranhas para você, mas acho que a criatividade funciona assim mesmo: ela toma uma forma e usa uma roupa diferente para cada pessoa.

A gente nunca vai conseguir resumir ela em uma única receita.

O que funciona para mim pode não funcionar para você, e tudo bem.

Essa lista é mais para aquecer a sua vontade de sair do seu caminho tradicional, chato e repetitivo e ir testar alguma coisa nova. Uma simples faísca de interesse já pode abrir um mundo novo de coisas interessantes e diferentes que você nem imaginava existir. Sem mais delongas, vamos seguir esse coelho branco. 🐰

 
 

Ler um livro sem saber nada sobre ele antes

Que eu já comprei livro só porque a capa era bonita não é novidade.

E que eu também já aceitei recomendações de livros de pessoas que eu nem conheço e terminei adorando demais a leitura, idem. E isso é tão verdade para livros quanto é para todo o resto da vida, viu: você nunca sabe onde e quando você vai encontrar uma coisa maravilhosa que encaixa perfeitamente bem contigo. Ou que te desafia, de alguma forma. Se você nunca fez isso, sugiro que faça.

Se deixe levar por instintos e impulsos não muito compreensíveis: dê uma volta em uma livraria em um dia chuvoso, vague pelas estantes sem rumo e pegue livros que te pareçam bonitos ou diferentes. Aceite sugestões de leituras de pessoas que você não conhece e pergunte para os seus colegas e amigos quais livros eles te indicariam para ler. E não procure nenhuma informação sobre eles depois.

Apenas leia. Você nunca sabe o que vai encontrar atrás daquelas páginas.

 

Mandar uma carta para você mesmo e só abrir ela daqui a um ano

Mano. Não sei nem como começar a te contar os benefícios e os desdobramentos desse exercício simples, mas muito poderoso. Eu precisaria de outro texto para falar disso, então por enquanto vou me ater à te dizer – muito enfaticamente – que você realmente precisa fazer isso ainda esse ano.

De verdade.

Escreva uma carta – daquelas com papel e caneta e que exigem que você movimente a sua mão, sabe como? – falando com você mesmo daqui a um ano ou daqui a seis meses. Fale do seu momento de vida atual e diga o que você gostaria que fosse verdade para o seu eu do futuro.

Feche a carta, coloque um endereço de alguém que você conheça como remetente e ponha você mesmo, com o seu endereço de verdade, como destinatário. Você vai sentir na pele o poder desse exercício, te garanto. Outra opção é entrar no site Future Me e escrever um email para você mesmo. Você diz a data na qual gostaria de receber o seu email-carta e o próprio site te envia o que você escreveu.

 

Fazer uma aula experimental de alguma atividade física

Eu estou longe de ser atleta, mas eu adoro demais fazer aulas experimentais. É a oportunidade perfeita para você voltar àquele estado inocente e recuperar a sua mente de principiante. Quando você não sabe porra nenhuma e fica todo desajeitado tentando aprender, sabe como?

Isso é precioso demais. Você não precisa fazer nada muito ousado ou que te dê muito medo, mas essa experiência com certeza vai te ajudar a expandir o seu campo de experiência. Você vai se expor, ouvir críticas, depender de outra pessoa para acertar o movimento e, acima de tudo, vai provar para você mesmo que você é capaz de colocar o dedo na água de uma piscina totalmente diferente da sua.

Eu já fiz aula experimental de artes marciais e de dança. Esses dois ramos da atividade corporal são os que mais me atraem e eu tenho lembranças maravilhosas desses momentos de “dar a cara à tapa”.

 

Escrever uma carta para um amigo e não avisar nada pra pessoa

Eu já disse que eu amo escrever cartas? E que amo ainda mais receber cartas?

Isso pode me fazer soar como uma velhinhas saudosa e nostálgica mas eu realmente sinto falta dessa disposição mental. Sinto falta de quando a gente se permitia parar tudo e escrever uma carta para alguém. E quando o destinatário é alguém e com quem temos uma afinidade especial a coisa fica muito melhor. 💌

E se você não avisar para a pessoa que ela vai receber uma carta, vish. Imagina a surpresa que ela não vai ter quando ver um envelope com o seu nome na caixa de correio dela? Proporcionar esse carinho e para alguém especial é impagável e com certeza também vai ajudar a trazer mais espontaneidade para a sua vida.

 

Fazer uma receita totalmente diferente de tudo o que você já fez antes

Mexer com alimentos é outra coisa que pode te ajudar a sair da sua zona de conforto. Especialmente se, assim como eu, você não é lá muito chegado à cozinha.

E apesar de eu estar longe de ser uma chef, eu simplesmente adoro pegar receitas diferentes e bonitinhas e tentar replicar na prática aquele resultado lindíssimo que eu vejo nos livros de receita. O livro da Alana Rox, Diário de Uma Vegana, foi o que me fez dar o pontapé nesse costume.

Escolha o tipo de comida que você mais gosta de comer e procure, toda semana, fazer pelo menos uma receita bem diferente e inovadora. Tire algumas horas do seu diz de lazer para bagunçar um bocado a cozinha e se deliciar com a sua obra de arte.

 

Escrever um pequeno conto ou esboçar um personagem fictício

Nem todo mundo é escritor, mas todo mundo pode contar uma história.

E o tanto que a sua mente se abre quando você começar a pensar em enredos, tramas e características pessoais para dar para os seus personagens, vish. É maravilhoso e libertador demais. Você não precisa nem escrever dez ou cinco páginas inteiras. Comece escrevendo apenas alguns parágrafos de uma história que ficou gravada na sua memória.

Ela pode ter acontecido contigo ou com alguém que você conhece, não importa.

Você pode, também, contar essa história em voz alta para alguém ou gravar uma narração dela no seu celular. O formato é o de menos. Mas ver a vida pelos olhos de outra pessoa e tentar entender e absorver um ponto de vista diferente do seu abre muitíssimo a nossa mente, pode apostar.

 

Mudar a cor, a textura ou o tamanho do cabelo

Para mim, a nossa aparência foi feita para ser alterada, ponto.

Pode ser que a sua praia não seja essa, mas para mim existe algo de muito reconfortante e estimulante em ver que eu posso ser uma pessoa totalmente diferente só ao mudar a forma ou a cor do meu cabelo.

Você vai aprendendo aos pouquinhos que a forma que você tem por fora pode ser totalmente inusitada, mas o seu interior continua o mesmo. Você aprende a não se apegar tão fortemente às aparências e aceita que nada nessa vida é fixo de verdade. Uma metáfora bacana e um ótimo jeito de adicionar uma dose grandona de criatividade no seu dia-a-dia.

 

Ficar um dia sem mexer no celular e no computador

Essa dica aqui é para ser usada sem moderação junto qualquer outra ideia dessa lista. Qualquer iniciativa de criatividade e inspiração pode ficar mais poderosa quando a gente não fica mexendo no celular de cinco em cinco minutos para ver as notificações do WhatsApp. E ó, nada contra.

Eu adoro tecnologia e tenho certeza que boa parte das coisas incríveis da vida acontecem porque a gente tem acesso ao mundo virtual. Mas vamos concordar: ele já virou corriqueiro à essa altura do campeonato e às vezes ele atrapalha bastante.

O movimento de ir contra a corrente, hoje em dia, é justamente dar dois passos para trás e aproveitar um pouco a vida analógica enquanto a gente tem tempo. Eu fiz isso esse ano e digo que essa foi uma das melhores coisas que eu já fiz por mim mesma.

Três dias inteiros sem computador, muitíssimas horas de cada um desses dias longe do celular, vários passeios e programas diferentes e zero preocupação e saber o que estava acontecendo com o mundo ou quem queria falar comigo. Isso dá uma renovada tão grande nas ideias!

 

Puxar papo com alguém que você conhece pela internet, mas com quem nunca conversou

Espontaneamente mesmo, sem nada a perder. Pode ser alguém que você segue no Twitter ou no Instagram ou uma pessoa que te adicionou no Facebook por causa de um evento e com quem você nunca realmente conversou. Deixar um comentário em um post ou mandar uma mensagem privada dizendo que você curtiu demais X ou Y.

É importante que o conteúdo da sua mensagem seja sincero, é claro.

Mas essas pequenas conexões com pessoas que a gente provavelmente jamais conheceria de outra forma é uma das pérolas mais lindas que a internet tem para nos dar – faça bom proveito disso. É surpreendente o tanto de alegria e prazer que a gente pode ter com coisas tão pequenas quanto puxar um papo despreocupado com outro ser humano. Lindo mesmo. 💖

 

Pegar indicações de bons podcasts com os amigos e ouvir um por dia

Podcasts, para quem não sabe, são como programas de rádio que você pode escutar pelo celular ou pelo computador. O legal onda dos podcasts é que você pode ouvir algo super bacana, interessante ou engraçado enquanto faz outras atividades chatinhas da vida – que, sem esse podcast, seriam bem menos estimulantes.

Esses aqui são alguns dos meus podcasts preferidos: Welcome to Night Vale, Alice Isn’t Dead, Magic Lessons, The Accidental Creative, 10% Happier, The Moth e Sampler. Cada um mais incrível que o outro, faça o favor de escutar. 🙂

 

Meditar olhando para o espelho

Meditar, basicamente, significa treinar a sua atenção e passar um tempo com você mesmo: observando a sua respiração, os seus sentimentos e pensamentos e fazendo o exercício de voltar para o momento presente.

E de todas as formas de meditar, essa é a minha favorita. A gente já passa tanto tempo voltado para o mundo exterior que apenas 5 minutos olhando para você mesmo já dá uma outra dimensão para as coisas. Não tem nada de muito mágico ou de espiritual nessa meditação – ou, pelo menos, não precisa ter se você não quiser.

Mas experimente parar por três minutos, todos os dias, e encarar o seu reflexo no espelho do banheiro. Respire, volte a sua atenção para a sua imagem e pronto. Com o tempo e constância você vai ver os resultados práticos desse exercício brotarem.

 

Fazer um curso totalmente desnecessário para a sua carreira, mas que pareça muito legal

Ah, gente.

Tem coisa melhor do que aprender? E tem coisa melhor do que colocar novas ideias e pontos de vista em prática? Melhor ainda é quando a gente arrisca um pouco e termina se surpreendendo bastante. Qual é o curso, a imersão ou a experiência que você sempre quis fazer, mas sempre achou que seria meio inútil?

Fazer alguma coisa nova e que não vai afetar diretamente o seu trabalho é um jeito super maravilhoso de conhecer pessoas que você jamais conheceria de outra forma e de deixar que o mar da inovação e da criatividade molhe um pouco os seus pés.

Eu experimentei essa ideia quando fiz o curso Yes! Plus da Arte de Viver, por recomendação de um amigo super querido. E pai do céu, que experiência! Recomendo esse curso muitíssimo, especialmente para as pessoas jovens que ainda estão começando a entender e a decifrar a vida. Aliás: tô ganhando nada com essa recomendação, ela é espontânea mesmo. <3

 

Cuidar da sua noite de sono com carinho e tentar dormir bem

Existem poucas coisas nesse mundo que ajudam mais a nossa criatividade, disposição e paciência para testar coisas novas do que uma boa e profunda noite de sono. Mas né, vamos com calma: eu sei que dormir bem nem sempre é algo que a gente consegue controlar e fazer acontecer por pura força de vontade.

E tudo bem: vira e mexe nós vamos ter uma noite ruim mesmo.

Mas preste atenção e cuide com carinho da sua rotina noturna. Evite usar o celular e o computador pelo menos uma hora antes de você dormir e deite-se na cama um pouco antes da hora em que você precisaria estar realmente dormindo, caso você tenha um horário fixo para acordar.

Tire a televisão e o computador do seu quarto, deixe o ambiente o mais escuro e fresco possível e – o mais importante de tudo! – não pare de trabalhar e imediatamente vá para a cama. Crie um tempinho amortecedor entre o seu estado alerta do dia e o seu estado de relaxamento da noite.

Alguns dos meus melhores dias aconteceram justamente depois de uma boa noite de sono e eu agradeço aos deuses por terem me dado esse dom de conseguir dormir bem com pouco esforço, amém.

 

Viajar para uma fazenda ou um lugar retirado totalmente imerso na natureza

Essa é uma forma maravilhosa de refrescar as ideias e de aproveitar para passar um tempo longe do celular, do computador e das coisas comuns da cidade grande. A natureza, por si só, já é uma gigantesca e gratuita fonte de energia para nós, meu povo. Aproveite bem ela!

Essa ideia envolve ter dinheiro, mas sempre dá para encontrar um pedacinho de natureza perto da onde a gente já vive. Respire o ar puro, veja árvores e flores, vá à cachoeiras e toda essa coisa deliciosa. A sua mente vai florescer novamente com o dobro de energia e de paciência depois dessa pequena viagem.

A gente não repara, mas a vida corrida da cidade grande tira um bocado da gente – na forma de atenção, energia e de estímulos doidos puxando a atenção o tempo inteiro. Esse é um super presente que você pode dar para você mesmo e para o seu bem-estar e saúde mental antes do fim do ano.

 

Comprar um presente especial para alguém que você ama totalmente fora de época

Eu adoro fazer isso demais demais!

Treinar o olhar para encontrar presentes simples e cheios de significado para alguém que você ama e surpreender essa pessoa em um momento totalmente inesperado é algo que vai nutrir todo mundo envolvido. É muito bom estar concentrado em fazer o bem e em alegrar a vida de outra pessoa e tirar o foco dos seus problemas pequenos.

Você tem algum amigo que está passando por uma fase especialmente difícil? Alguém de quem você gosta muito e que talvez não saiba o tanto que ela ou ele significa para você? Isso vai abrir as suas veias respiratórias da criatividade e você ainda vai usar o seu potencial imaginativo para melhorar o dia de alguém.

Puro ganho e zero de perda!

 

Assistir a um filme alternativo sozinho

Quebrar os padrões e sair do nosso caminho normal é uma forma tira e queda de aguçar a sua imaginação e a sua criatividade. Então porque não aplicar isso também ao cinema? Você sabe tão bem quanto eu que a maioria dos cinemas passa sempre a mesma coisa. E por um bom motivo.

Longe de mim querer atacar os filmes populares, aliás.

Eles têm o seu lugar no mundo e com certeza merecem um pouco da sua atenção também. Mas nadar junto com a corrente o tempo todo significa, necessariamente, esquecer das produções e das obras mais alternativas. Aquelas que não dizem o que todo o mundo está dizendo e que nos colocam em caminhos menos óbvios e, às vezes, menos confortáveis.

Ir sozinho e sem companhia é um tempero extra. Quanto mais você puder lembrar à você mesmo que você também á uma boa companhia, melhor. Solidão e estar sozinho podem ser duas coisas profundamente diferentes, meu povo. E sempre vale à pena cultivar um pouco mais da nossa atenção e presença para com nós mesmos.

 

Ir à praia assistir ao pôr do sol

Será que essa ideia aqui precisa de explicação?

More você perto da praia ou não, não importa: tire um tempinho em um fim de semana do mês ou em um dia perdido da semana para visitar o céu da sua cidade e apreciar a natureza. Simples, rápido e barato. Um lindo nascer ou pôr do sol inspira a gente de muitíssimas formas, sejam elas conscientes ou não.

 

Assistir à uma palestra TED todos os dias

Se você não conhece as palestras TED, está perdendo tempo. Elas são incríveis, inspiradoras e tem cada pérola escondida nesse site, que nossa. Os assuntos abordados são super variados (tecnologia, design e educação são os principais temas) e com certeza você encontrar alguma coisa que você gosta – ou, melhor ainda, alguma coisa que você nem sabia que era tão interessante assim.

E abrir a sua mente para novos conhecimentos é algo que pode ser feito diretamente do conforto da sua cama ou do seu sofá. Combine esse pequeno hábito com alguma parte gostosa do dia e faça isso nem que seja por uma semana.

Novamente: é de graça.

Essas aqui são as minhas palestras preferidas: Como tornar o estresse o seu amigo, Dentro da mente de um super procrastinador, Como fazer escolhas difíceis, O seu gênio criativo inatingível e Porque você deveria definir os seus medos ao invés dos seus sonhos. Todas em inglês e com legendas em português.

 

Montar uma playlist para algum amigo que esteja precisando de uma força

Mais uma ideia pra pilha de “coisas legais, baratas e que não custam nada e que vão colocar um lindo sorriso na boca de outra pessoa”. Essas são as minhas dicas favoritas, fala sério.

Vi a Gabriela Brasil falar disso ano passado e eu amei demais a ideia. Fiz isso para uma amiga minha e coloquei o tema da playlist como “músicas para te dar sorte”. Ou seja: eram músicas dançantes, inspiradoras e alegres. Esse é um jeitinho de você passar um pouco de você mesmo, do seu gosto e da sua visão de mundo para outra pessoa.

Especialmente quando você conhece alguém que poderia usar um pouco mais incentivo e de força. Fazer a seleção musical dessa playlist também é super bacana: você começa a raciocinar quais músicas se encaixam naquele tema e quais delas vão dar o sentimento que você quer que aquela pessoa tenha quando as escutar. Um jeito ótimo de exercitar a criatividade.

Se você quer uma inspiração, essas são as playlists que eu criei esse ano.

Da esquerda para a direita, de cima para baixo: músicas de fossa para sofrer com gosto, músicas dançantes e animadas para soltar a franga, músicas calmas e tranquilas para contemplar a vida, as minhas bandas de rock mais amadas de todos os tempos, músicas indies, alternativas e diferentes que eu amo de paixão e músicas nacionais divertidas e alegres.

 
 

Dizer “sim” para um passeio que você jamais faria normalmente

Quer quebrar o gelo da sua criatividade com uma voadora? Aceite o convite de algum amigo ou conhecido que te chamou para fazer algo que você jamais faria sozinho.

Ou mesmo acompanhado.

Se você quiser brincar no nível avançado, diga “sim” também para aqueles passeios que você realmente realmente jamais faria. Aquelas coisas que você não gosta nem de pensar em fazer, sabe como? Mas se isso é demais, escolher algo inesperado e espontâneo que não estava na sua programação já vale.

Como uma pessoa metódica, um pouco inflexível e que adora programar todos os dias da semana que eu sou, te digo que esse é um jeito bem legal de introduzir um ar fresco na sua rotina. E quanto mais acostumado você estiver a programar as suas saídas e a ter uma rotina estruturada, mais você precisa fazer isso.

Eu fiz isso algumas vezes esse ano e a sensação foi maravilhosa! Eu me senti mais confiante, mais forte e com uma experiência de mundo mais rica. E o melhor de tudo: por mais desconfortável que eu tenha estado nesses passeios, eu não morri.

Vitória! 🎖

 

Escrever os seus pensamentos em um caderno por meia hora

Existe tanta e tanta coisa acontecendo entre as suas duas orelhas que você não sabe, meu filho. Esse exercício é o cerne principal de todo o desbloqueio de criatividade e de renovação de energia. Seja escrever ou seja falar em voz alta, liberar o seu fluxo de pensamento e começar a descrever o que você sente vai te ajudar bastante a se conhecer melhor. É como um remédio para constipação emocional e mental.

Se você não puder, livremente, admitir as suas próprias ideias, sensações e desejos para você mesmo hoje, quando é que você vai poder? Isso vai te fazer se acostumar com o ato de olhar pra si mesmo, aceitar o que você enxerga e seguir em frente.

É um exercício de atenção e de humildade do melhor tipo.

 

Participar de uma cerimônia e estar totalmente presente no momento

Casamento, funeral, formatura, batizado: não importa o tipo. Cerimônias são momentos carregadíssimos de significados lindos mas, por algum motivo, a gente costuma passar batido por eles. No momento em que a coisa está rolando às vezes a gente simplesmente se desconecta.

Mas eu vou te dizer que alguns dos momentos mais inspiradores e mágicos da minha vida aconteceram durante cerimônias. Existe alguma coisa no fato de estar reunida com outras pessoas para presenciar aquele ritual que realmente mexe comigo.

Já reparou que a gente costuma se arrumar melhor para as cerimônias? Existe um decoro, um respeito e uma postura mais altiva e mais respeitosa nas pessoas de modo geral. A gente fica em silêncio, observa e geralmente escuta as palavras de quem está conduzindo aquela situação.

Esteja mais presente nas cerimônias que rolarem ao longo do ano e fique atento. Você pode terminar levando alguma coisa (uma palavra, um sentimento, uma conexão de ideias) super valiosa dali.

 

Conversar com você mesmo em outra língua e em voz alta

Isso vai ampliar os seus horizontes para caramba, mesmo que você não seja fluente. Quem se importa se você falar alguma coisa errada, também? O objetivo é tentar ficar submerso em outra forma de pensar, de falar e de concatenar ideias. Ninguém vai estar ouvindo para te repreender.

E se você está estudando uma língua isso é obrigatório. Eu dei aula particular de inglês por vários anos e passava esse exercício para cada um dos meus alunos, não importa quantos deles me achassem maluca.

Você não precisa – e nem vai – acertar toda a estrutura da frase. Mas você ficar um pouco mais próximo daquele idioma e, aos poucos, vai desbloquear a sua dificuldade ou a sua estranheza com aquela forma específica de montar as frases.

 

Concluindo

Quais são as suas formas de apimentar e inovar um pouquinho a sua rotina? O que você costuma fazer quando está se sentindo estagnado e preso nos seus velhos costumes? Me conte aí nos comentários e me ajude a aumentar essa lista vai!

A vida foi feita para ser aproveitada sem moderação, meu povo.

Não se deixe ficar tão acostumado ao seu ambiente e às suas manias antes de dar uma boa chacoalhada nas coisas. E comece a perceber as oportunidades que você tem no dia-a-dia para tornar a sua existência um pouco mais interessante.

Afinal de contas, a única que pessoa que pode alimentar e cuidar bem de você é você mesmo. E treinar o seu músculo da criatividade é absolutamente essencial para isso!


🦋 CURTIU? AQUI TEM + IDEIAS BACANAS PARECIDAS, Ó: