3 dicas valiosas para organizar um casamento sem estresse

Se tem uma coisa que eu nunca quis é casar – de vestido branco, na igreja, com uma festa para várias pessoas, etc., etc. Não acho particularmente ruim, não julgo e nem ridicularizo quem queira, mas essa vontade nunca me bateu. Por outro lado, se tem uma coisa que eu adoro é ordenar e facilitar a vida – a minha, as das pessoas ao meu redor, as de pessoas que eu nem conheço ainda. Tanto faz, vale de tudo.

E é justamente por isso que apesar de casamento, noivado e grandes festanças para centenas de pessoas não serem minha especialidade, quando a linda da Carol me convidou para fazer um texto sobre isso, eu aceitei. Eu conheci essa moça finíssima ano passado, em um curso, e descobri que ela tem um blog igualmente lindo e finíssimo: o Lovestory Wedding.

Um lugar onde ela compartilha altos insights e recursos úteis para as noivas que estão planejando e pensando nos seus casamentos.

Lance de alta classe e de alto conteúdo.

A gente se encontrou para bater um papo e trocar ideias e ela me descreveu, brevemente, o furacão de loucura, insanidade e estresse que (geralmente) fazem parte do pacote de planejar um casamento. Ela me contou que existe até um profissional que pode ser contratado unicamente para dar conta de toda essa bizarrice, o cerimonialista. Eu nem sabia que isso existia, mas pensando com calma, faz todo sentido. A noiva e o noivo já têm muito com o que se preocupar, né?

Conforme ela me explicou mais sobre o assunto, eu perguntei se os cerimonialistas (as pessoas responsáveis por contratar todos os serviços, combinar as datas, organizar as provas e os detalhes específicos de decoração, comida e etc.) eram pessoas organizadas. A resposta (obviamente?) foi não.

POIS É, JOSÉ.

As pessoas que precisam estar na linha de batalha da organização de um casamento também não são grandes exemplos de organização antecipado e de planejamento cuidadoso. Imagina o inferno, cara? A Carol me contou por alto como funciona o processo de desenhar uma festa de casamento e eu, como boa aluna, fui tirando as minhas cartas da manga e raciocinando comigo mesma: quais são as coisas básicas (do tipo bem básicas mesmo) que poderiam ajudar muito os noivos que querem fazer isso sozinhos?

A melhor forma de enquadrar essa questão é pensar no melhor custo-benefício: quais são os poucos hábitos (simples, básicos e não tão complexos assim) que dão o maior retorno – em termo de paz, mente tranquila, organização, planejamento e calma? Quanto menos custar para você colocar esse hábito em prática e quanto mais lucro ele te der em troca, melhor. Esses são os meus hábitos preferidos e são justamente três deles que eu quero recomendar pra você agora.

Pra você que quer se casar e aproveitar bastante essa celebração lindíssima sem ganhar mil cabelos brancos no processo. Pra você que quer criar a realidade que sempre povoou os seus sonhos, mas que gostaria de não ficar super hiper mega estressada no processo. Com um pouco de organização, tudo tem jeito, meu povo – vivo dizendo isso, falta só tatuar na minha testa. E um último SOS importante antes de você seguir essa leitura: PONHA ESSAS IDEIAS EM PRÁTICA, MEU BEM. Ler sobre organização é muito bonito, mas sabe o que é melhor ainda? Tirar a bunda da cadeira e fazer as coisas acontecerem.

Isso sim é incrível.

 
Pin.png

aproveita pra salvar essa imagem aí no Pinterest para se lembrar dessas ideias legais depois. <3


 

Crie uma pasta de referências no Evernote

Praticidade online e offline que esteja sempre perto de você: esse é o primeiro requisito pra fazer toda essa festa (trocadilho não intencional, ops) funcionar. Ter um acesso rápido e ligeiro ao seu próprio banco de dados de ideias, imagens, referências, indicações e telefones de pessoas conhecidas faz toda a diferença pra qualquer um e em qualquer situação, mas isso é especialmente verdade quando o assunto é planejar o seu próprio casamento. Nesse caso, o Evernote precisa ser o seu melhor amigo.

Pra quem não conhece, explico aqui rapidinho: o Evernote é um aplicativo (criado para todas as plataformas, todos os sistemas operacionais de celulares e ainda tem versão web, tudo gratuito) que visa funcionar como o seu segundo cérebro. Só que ao invés de ficar te lembrando de comprar leite enquanto você está tomando banho, esse cérebro realmente te ajuda a ser mais organizado e eficiente de uma forma estruturada e personalizada.

O aplicativo do Evernote para o celular, por exemplo, tem uma câmera potente para caramba. Ela escaneia qualquer documento e papel com a precisão de um scanner de verdade. E no seu navegador (seja ele Chrome, Firefox, o que for) você pode instalar o plugin do Evernote que salva, num suspiro, qualquer página da web direto para a sua caixa de entrada. Coisa mágica mesmo.

Eu já procurei, procurei e procurei, mas não existe nenhuma alternativa para o Evernote que seja tão completa e robusta quanto ele. A organização desse programa se dá em dois níveis: os cadernos (que podem formar pilhas – tipo quando você colocava, no seu escritório, um caderno em cima do outro, literalmente) e as etiquetas (que funcionam como pequenas palavras que vão descrever de modo mais específico ainda o conteúdo das notas que estão naquele caderno).

Passo um: clique aqui e crie uma conta no Evernote.

Baixe o programa pro computador e depois o aplicativo pro seu celular.

Passo dois: crie um caderno chamado “casamento” e depois crie algumas etiquetas específicas para esse planejamento, tipo: “bolos”, “decorações”, “serviços” (onde você vai guardar cartões de visita, telefones e sites de todos os tipos de fornecedores que você encontrar), “vestidos”, “lembrancinhas”, “salgados e doces”, “fotografia”, “documentos” (onde você pode guardar todas as coisas técnicas e burocráticas que você precisa ter para fazer a festa e a cerimônia religiosa acontecerem), etc.

Essa organização é basicona, mas já vai ser uma super mão na roda pra você.

Clicando no ícone da etiqueta (que, na foto aí embaixo, aparece no canto superior direito) você vê, de uma tacada só, todas as etiquetas do seu caderno e acha a informação que você está precisando num estalar de dedos. Vale lembrar também, é claro, que a busca e a pesquisa interna do Evernote é muito poderosa. Se você tiver um documento em PDF com a palavra “damas de honra” e jogar essas palavras na busca, o Evernote encontra essa frase pra você mesmo ela estando dentro de um documento.

Na prática, o seu Evernote vai ficar mais ou menos assim ó:

Captura de Tela 2018-02-07 às 16.17.49.png

Esse exemplo aí de cima foi tirado diretamente do meu Evernote, então os nomes das etiquetas são diferentes. O que eu fiz, nesse caso, foi criar um caderno chamado “artigos” e colocar nele todas as coisas legais que eu vejo na internet. As etiquetas desse caderno me ajudam a categorizar os textos: yoga, beleza, design, organização, poesia, moda, marketing, saúde, etc.

Bruxaria virtual de primeira classe que deixa a vida muito mais fácil, senhoras e senhores. 

 

Faça uma timeline de projetos e prazos

Pelo o que a Carol me disse, existe um peso bem grande em cima de datas quando você está planejamento um casamento. Alguns serviços precisam ser contratados com muita antecedência e alguns profissionais (como fotógrafos, o aluguel do lugar onde será a festa e as pessoas que vão preparar as comidas) só podem atender a um casamento por vez. Ou seja: estar com as datas sob controle e saber coordenar todos esses prazos é um malabarismo que você precisa conseguir fazer.

E para isso, dois antídotos certeiros: uma linha do tempo e o hábito sagrado de revisá-la toda semana.

Abra um documento no Word, uma nota no Evernote ou simplesmente pegue um caderno usado e escreva, em doze folhas diferentes, todos os doze meses do ano. Se você estiver usando um documento virtual, escreva os nomes dos meses um abaixo do outro e dê algumas linhas de espaços entre eles. Se o seu casamento for daqui a um ano e meio (como em fevereiro de 2020, por exemplo), escreva todos os meses daqui até lá e coloque, do lado, o ano correspondente.

Essa linha do tempo ajuda qualquer pessoa e, que fique claro, ela não substitui o bom uso de uma agenda. Se você quer saber um pouco mais sobre como aplicar o hábito (tão importante e tão essencial) de usar uma agenda ou um calendário, clique aqui e venha ler esse texto. Lá eu falo um pouco mais sobre isso. Uma agenda, em suma, serve pra que você anote todos os seus compromissos (coisas com data, hora, local e outras pessoas envolvidas), lembretes (informações úteis de coisas que vão acontecer naquele dia específico e que você não gostaria de esquecer) e prazos (a data final para que alguma tarefa seja feita). As suas tarefas pontuais (aquelas coisas que podem ser feitas a qualquer dia e horário, basta você querer e arranjar tempo pra fazer) não entram na sua agenda, teoricamente.

NADA SUBSTITUI O BOM USO DE UMA AGENDA.

Leia essa frase em caixa alta quantas vezes for necessário. Ela vai te ajudar muito com o seu planejamento a longo prazo. Mas se você está na correria, andando que nem barata tonta de lá pra cá e daqui pra lá, comece fazendo a linha do tempo dos seus projetos. Pense assim: se o meu casamento vai acontecer em outubro de 2019, o que é que eu preciso já ter feito até, no máximo, o mês anterior?

Se o meu casamento vai ser em outubro, com quantos meses de antecedência eu tenho ou quero contratar o serviço de fotografia? Vamos supor que em até outubro de 2018 você quer ter encontrado o fotógrafo ou fotógrafa dos seus sonhos. Esse serviço seria contratado, então, com um ano de antecedência, idealmente. E para que isso aconteça em outubro de 2018, por exemplo, você teria oito meses (a partir de hoje) para ir à procura do profissional ideal. Se em outubro desse ano você quer ter encontrado o fotógrafo certo, você precisa fazer uma boa pesquisa e definir o seu orçamento para esse serviço até março ou abril, por exemplo. Sacou como funciona a brincadeira?

A ideia é que essa lista esteja sempre perto de você (e não guardada no fundo da gaveta ou enfiada lá no final de uma pilha de papéis dentro da sua pasta na mesa do trabalho) e que você tire um dia da semana (sábado ou domingo são bons dias) para revisar os seus prazos e atualizar a sua lista inteligente de tarefas (item importantíssimo que vamos ver já já). “Mas Ana, isso é difícil demais. Como é que eu me lembro de fazer essa revisão?” Um bom primeiro passo pra isso é entender, com mais calma e sagacidade, a forma ideal de implementar novos hábitos na sua rotina.

Pra pensar nisso com mais profundidade, clique aqui e leia esse texto sobre hábitos.

Ele vai iluminar e te ajudar um pouco mais nesse assunto. Mas a minha resposta rápida pra essa pergunta é até bem simples: crie um ritual semanal gostoso e coloque esse planejamento na sua agenda, no seu calendário ou ate mesmo em post-it colado no seu computador. Todo domingo tarde será o momento de planejar o seu casamento, revisar as data importantes, as listas de tarefas e se manter sob controle da coisa toda, por exemplo. Chame o seu noivo ou a sua noiva pra participar, tomem um café saboroso, ponham uma música e aproveitem esse momento para curtir o lado bom de tudo isso.

Afinal de contas, a gente quer casar uma vez só, né?

E se comemorar a sua união com o amor da sua vida vale o suficiente pra que você invista centenas de reais em uma festa e em uma cerimônia, certamente também vale pra que você respire fundo e aproveite cada momento de prazer, de decisão e de criação intencional de todo esse processo. <3

 

Crie uma lista de tarefas inteligente

Pra fechar o ciclo da organização com o mais alto nível de sofisticação e sagacidade, você precisa ter uma casa para todas as usas tarefas. E para isso eu recomendo, obviamente, o maravilhoso e nunca demais ser recomendado Todoist. Ele é um aplicativo que tem para todos os celulares, computadores e também tem versão web 0800. Eu sempre recomendo bons aplicativos porque o trabalho de anotar tudo isso em caderninhos e papéis é sempre maior, mas você fique livre para seguir o seu coração.

O importante é colocar em prática, eu sempre digo.

O Todoist tem uma coisa fantástica chamada “caixa de entrada”. É ali que você vai anotar, assim que lembrar, todas as tarefas que você tem que fazer para o seu casamento. Eu disse TODAS, MEU FILHO – e isso quer dizer todas mesmo, literalmente. Lembrou que você quer perguntar pra sua melhor amiga se ela conhece um bom serviço de buffet? Escreva exatamente isso num novo item na sua caixa de entrada. Pensou que seria o máximo se você conseguisse um desconto legal no aluguel daquele lugar super badalado? Coloque na caixa de entrada. Tudo que você lembrar vai pra sua caixa de entrada.

Baixe o aplicativo do Todoist para o seu celular e se esforce pra capturar todas essas tarefas na caixa de entrada assim que elas pipocarem na sua mente. Depois, crie alguns projetos específicos (os itens que aparecem na barra lateral direita, com umas bolinhas coloridas na frente) que te ajudem a categorizar as suas tarefas de forma mais detalhada. Um projeto do Todoist pode ser um contexto, por exemplo. Quais são as tarefas que você precisa resolver no seu email? Crie um projeto chamado “email” e jogue ali todas as coisas que você precisa responder ou avisar para os seus fornecedores, por exemplo.

Você quer fazer uma ronda em algum bairro específico e procurar boas lojas que façam vestidos de noiva? Crie um projeto chamado “rua” e coloque essa tarefa lá. Esse é o tipo de categorização que o GTD indica que a gente tenha para as notas tarefas e eu assino embaixo desse método. Se você não sabe se GTD é de comer ou de passar na cara e gostaria de descobrir, vem pra cá e bora aprender.

Outra opção é criar projetos com os nomes das diferentes categorias do seu planejamento. Você pode criar um projeto chamado “fotógrafo” e colocar ali todas as coisas que você precisa fazer especificamente sobre esse serviço. Apesar desse método ser bom, à princípio, ele causa uma aflição: como é que eu faço tempo na minha agenda pra cumprir essas tarefas? Nesse sentido, distribuir as suas tarefas em diferentes contextos (ou seja: as circunstâncias necessárias que precisam existir pra que você cumpra aquela tarefa) já é meio caminho andando pra que o processo todo fique mais fácil.

Que tal tirar sempre um ou duas horas por dia pra cumprir as tarefas dessas listas?

Pode ser assim que você chegar em casa de noite, quando estiver na pausa de almoço do seu trabalho ou logo de manhã cedo antes de começar a resolver as urgências do dia. As respostas e formas específicas de aplicar todas essas ideias dependem muito de cada um – do tipo de trabalho que você tem, do quanto o seu noivo ou noiva está te ajudando a coordenar esse circo, de quanto tempo livre você tem pra sair em campo e dar conta das tarefas você mesmo, etc., etc.

Os detalhes da aplicação são pessoais, mas as diretrizes servem pra todo mundo. Com alguns poucos hábitos semanais solidificados e dois aplicativos estruturados, o resto da organização flui muito melhor.

 

Conclusão

Gastar dinheiro, perder a sua paciência e ainda ficar estressado ou estressada justamente no processo de criar o que deveria ser o dia mais feliz da sua vida não faz nenhum sentido pra mim, cara. A gente está aqui é pra se amar, se divertir e criar as experiências que a gente mais quer viver.

E olha: a organização e o planejamento ajudam muito nisso.

Quem está de olho de vivo já percebeu que esses três passos servem para muitos mais projetos além de só casamentos. São técnicas que ajudam na criação de qualquer evento, de qualquer grande viagem ou de mudança de casa, de estado ou de país. São coisas excelentes pra você aplicar na sua vida pessoal como um todo, também, e começar a sentir o doce gostinho de uma vida bem intencional. :)

E agora mãos na massa, acabou o recreio. Qual dessas três práticas você vai agilizar primeiro?


 

PRA CONTINUAR APRENDENDO, COLA NUM DESSES TEXTOS AI Ó. SÓ TEM IDEIA BOA:

 

comentários? dúvidas? sugestões?