Passos básicos para organizar e destralhar a sua vida digital

O que os olhos não vêem, o coração não sente.

Quem nunca ouviu essa frase precisa seriamente de uma aula de Ditados Populares I porque essa aí é antiga. E por mais que isso possa ser verdade para algumas coisas, é um grande perigo partir desse princípio quando o assunto é organização.

A bagunça que os seus olhos não estão vendo agora vai te dar uma rasteira lá na frente com toda a certeza. E não só isso: ela provavelmente também vai te cobrar um pedágio na forma de dinheiro gasto sem necessidade, paciência desperdiçada ou tempo perdido todo santo dia.

Como criar uma rotina matinal autêntica em 2 passos

Como toda e boa febre da internet, a coisa começa geralmente na moita. Um artigo sobre isso aqui, outro acolá. Quase ninguém nota à princípio, mas, com o passar dos meses, vai ficando cada vez mais difícil ignorar a fascinação coletiva.

E sim, eu sei que fazer um texto sobre algo super popular só faz a fascinação aumentar, mas eu quero defender um ponto de vista diferente da maioria. 

Para que estejamos na mesma página, aviso que esse texto é sobre uma imensa e importantíssima diferença que a gente precisa reforçar quando estivermos pensando na nossa rotina matinal.

Os 4 grandes conflitos que impedem que você se organize + os seus antídotos

Quem faz parte do clube mais fino e organizado da internet (ou seja, a nossa newsletter, cof cof) sabe: o mês de maio foi inteiramente dedicado a responder as aflições que os leitores reportaram na enquete desse ano.

A primeira enquete que rolou por aqui foi ano passado e, se todos os astros se alinharem, vai ter mais uma antes do ano acabar. Essas enquetes me ajudaram de-mais em várias coisas: saber quais são as dificuldades mais cabeludas dos leitores, quais são as mais comuns, produzir, consequentemente, melhor conteúdo gratuito para vocês e até a arredondar mais os meus futuros serviços e produtos.

5 princípios para organizar a sua rotina de forma simples

Quebrando Mitos de Organização com a Ana, parte 1.

Essa série não existe aqui no blog, oficialmente, mas bem que poderia. São muitos os mitos e as ideias tortas que as pessoas têm sobre o que é organização e como fazer isso acontecer de verdade. Muita gente fantasia e erra na mão na hora de imaginar o que precisariam fazer para “serem organizadas de verdade”.

E falando neles, olha aí o primeiro mito dando as caras! 👀

A ideia de que algumas pessoas são totalmente organizadas o tempo todo (até dormindo, até na hora de tomar banho) e que outras sempre nadam na sopa do caos do universo não é lá muito certa.

Dicas de produtividade: entrevista com Bruna Diniz

Uma das melhores partes de se ter um trabalho online é, para mim, poder conhecer outras pessoas tão doidas quanto eu. E quando digo doidas quero dizer isso no melhor sentido da palavra, obviamente. Afinal, para ser obcecada por organização e por produtividade a pessoa precisa ser um pouquinho fora da curva.

A nossa entrevistada de hoje é mais uma dessas pessoas bacanas que a internet me deu o prazer de conhecer: a Bruna Diniz. Conheci o trabalho dela esse ano, lá pelo Instagram – essa maravilhosa caixinha de surpresas – e me apaixonei de cara.

Ela é consultora de qualidade do tempo e de soluções digitais e tem um blog maneiríssimo cheio daqueles assuntos que a gente adora.

Que tipo de procrastinador é você? + 7 dicas práticas

Quem não tem pelo menos uma boa história de procrastinação que atire a primeira pedra, não é mesmo? Todos nós temos e não há vergonha nenhuma nisso. Procrastinar, assim como ter febre, costuma ser uma consequência de alguma outra coisa mais profunda: uma dificuldade, uma limitação ou uma insegurança.

A gente nunca procrastina só porque sim.

Eu não sou e nem nunca conheci um procrastinador crônico e inveterado (que só sabe fazer as coisas na última hora e que nunca consegue se antecipar aos seus prazos), mas tenho um forte palpite que isso vale para todo mundo. Mês passado mesmo eu me vi nessa situação.

Notas sobre como seguir os seus sonhos e colocar a mão na massa

Se você anda precisando de um chute no traseiro para colocar a mão na massa e fazer as coisas acontecerem, esse texto é pra você meu filho.

Quero te contar hoje sobre um livro do qual eu não esperava grandes coisas, mas que terminou me convencendo a dar os meus dois braços e as minhas duas pernas à torcer no fim das contas. #GIRLBOSS foi lançado em 2014 e eu esperei uns bons anos até a hype (popularidade exagerada que algum tema do momento causa nas pessoas) baixar.

Ele foi escrito pela Sophia Amoruso, criadora da loja online Nasty Gal e, desde o lançamento do livro, diretora da fundação GIRLBOSS. O livro conta, basicamente, a sua trajetória.

Meu sistema atual de organização: exemplos e aplicativos

Imagine que esse texto é uma exposição e que eu vou ser a sua guia. O tema da exposição é: como é que a Ana se organiza? As paradas vão ser os conjuntos de ferramentas digitais que eu uso no dia-a-dia.

Não consigo imaginar muitas pessoas atendendo à essa exposição na vida real, mas tudo bem.

Alguns leitores já me perguntaram isso nas redes sociais e a resposta é sempre longa demais para fazer caber em um post de Instagram. E depois de anos de tentativas frustradas, posso dizer que eu, pelo menos, consigo identificar quais são os tipos de programas e de aplicativos que atendem bem às minhas necessidades. Quer dizer: hoje em dia eu sei bem quais são as minhas necessidades.

Como usar o airtable: passos práticos com um planner online

Sabe quando você é criança e fica sonhando com um universo paralelo? Tipo quando você vê várias coisas doidas nos desenhos animados e fica imaginando isso na sua cabeça, tentando entender como as coisas seriam se aquilo fosse verdade? As pessoas que tiveram uma imaginação fértil quando eram crianças vão me entender.

Eu era assim – ainda sou, na verdade.

E quando a gente conversa sobre aplicativos para deixar a vida mais organizada e produtiva, aí então é que a imaginação corre solta. Já conheci muitos programas bons, mas demorei para encontrar um que fosse tão rico, complexo e versátil quanto aqueles que a minha imaginação criava. Tudo isso mudou, obviamente, quando eu conheci o Airtable.

Dicas de produtividade e organização: entrevista com Gabriela Brasil

Eu não sei vocês, mas eu adorei fazer aquela série de entrevistas aqui no blog ano passado. Nesse meio tempo eu conheci tanta gente fina por aqui, que nossa.

Dar espaço para pessoas aparecem aqui no blog, aprender com elas e compartilhar com vocês as dicas super valiosas que elas têm a oferecer é mais do que algo bacana: é essencial. Todo o barato de estarmos conectados é, justamente, aprender com os outros. Porque quando estamos juntos conseguimos nos inspirar, nos questionar e nos tirar da nossa zona de conforto quentinha com muito mais eficiência.

Para continuar com essa série maravilhosa, começa hoje a segunda temporada de entrevistas – que vão continuar vindo em peso ao longo do ano, fique já sabendo. 😉